Além de seu papel como cofator de reações enzimáticas na produção de ATP (energia), o magnésio, assim como o cálcio, é um mineral essencial para a manutenção do equilíbrio acidobásico do organismo, necessário para a integridade óssea.
A baixa ingestão de magnésio diminui a absorção da vitamina D, necessária para absorção do cálcio. Também, reduz a atividade da calcitonina, um hormônio que atua no equilíbrio dos níveis de cálcio nos músculos, tecidos moles e ossos, o que reduz o risco de doenças como osteoporose, artrite, cálculos renais e até mesmo de ataques cardíacos. Por essa razão, o consumo adequado de cálcio e de magnésio é fundamental, visto que o metabolismo de um influencia o outro e traz impactos significativos na saúde óssea.
A melhor fonte de magnésio são os alimentos, como os cereais, as leguminosas e os vegetais de folhas verdes. No entanto, diversos fatores podem influenciar a forma como o aproveitamos, retemos e excretamos. Consulte um especialista em nutrição e descubra qual a melhor forma de se beneficiar do consumo desses minerais.