O nosso intestino está repleto de bactérias “do bem” que formam a chamada flora intestinal. Esses micro-organismos vivem em nosso corpo de maneira equilibrada, de modo a manter a saúde do intestino e a nos proteger de diversas doenças.
Os prebióticos são os alimentos para as bactérias “do bem”. Em geral, são fibras (como a inulina, pectina e oligofrutose) que ao chegarem ao intestino fermentam e estimulam à proliferação das bactérias saudáveis para que elas possam combater as bactérias “do mal”. Portanto, esses alimentos melhoram o funcionamento do intestino, diminuem o risco de infecções e acabam fortalecendo o sistema imunológico.
Já os probióticos são os próprios micro-organismos vivos (e do bem) da flora intestinal normal, sendo os mais conhecidos os Lactobacilos e os Bifidobacterium. No entanto, é preciso saber quais os alimentos que de fato contém prebióticos e probióticos, por isso, é importante consultar um especialista antes de inclui-los em sua rotina alimentar.